março 12, 2012

UM POUCO MAIS. (AGOSTO/11)

' Eu não te quero, mas ainda te amo um pouquinho. Eu estou feliz, mas aquele um pouquinho ainda machuca de vez em quando. Machuca porque eu nunca quis tanto alguém quanto quis você. Eu nunca me entreguei tanto a alguém quanto me entreguei a você. E eu nunca esperei tanto de um relacionamento quanto eu esperei do nosso. Mesmo tendo dito umas milhares de vezes que eu não esperava nada além do presente-passado que a gente tinha, no fundo, eu sempre quis que fosse mais. Eu sempre achei que nós fôssemos mais. E que esse mais ia durar muito mais. E que esse mais não ia acabar assim. E aí acabou. E esse mais que se tornou menos, se juntou com um pouquinho que restou e ficou triste por você nem ter tentado consertar as coisas. Por você nem ter lutado um pouquinho.
E eu tentei me convencer que esse sempre foi seu jeito fechado-de-ser, mas uma parte de mim ficava dizendo que se você quisesse mesmo tinha lutado, nem que fosse um pouquinho, nem que fosse do seu jeito. Nem que fosse pra tentar transformar esse mais que agora é menos em um pouquinho mais pra recomeçar.

2 comentários:

GuiBorges disse...

Isso serve pra mim.
Beijo

Saltos de Cristal disse...

Amei o post!!!!

Olha, posso pedir um favor?? VocÊ pode por 'curto' (like) em SALTOS DE CRISTAL (9ª foto) nesta página http://www.facebook.com/lorealprofessionnelportugal?sk=app_184274561686760 e partilhar esta mensagem com os seus amigos? Obrigada